domingo, 3 de junho de 2012

Projeto "Autoral em Destaque" - Banda Full House

Há alguns anos, alguns jovens, apaixonados por rock n’ roll e boa música, resolvem montar uma banda de rock, inspirados em clássicos das principais vertentes do hard, blues, metal e pop. Na época, não havia ainda um estilo definido, e de tanto tocar uma diversidade de músicas, a banda ganhou um estilo próprio, que não fica preso a nenhuma tribo específica.

De lá pra cá, houve algumas mudanças na formação, e demorou algum tempo para chegar numa formação completa. No entanto, esses anos trouxeram, além de uma formação perfeitamente acoplada aos interesses da banda, um alto nível de experiência para os integrantes, que puderam nesse tempo enriquecer seu conhecimento do mundo musical.


clipe da música "Quem Sabe"

O incremento que faltava para caracterização da banda veio com algo comum entre os integrantes: eram jovens estudantes universitários, independentes financeiramente, que queriam difundir suas ideias, sem querer fazer disso uma máquina mercantilista! Isso seria essencial para o público que gostaríamos de atingir. A semelhança permitiria conhecer a linguagem do nosso publico, em seu ampla faixa etária, de saber como atingir sua mente e coração, e como influenciá-los de forma positiva. A banda estava, então, completa!

O Nome – O nome não foi uma grande dificuldade e foi escolhido logo no início. O nome FULL HOUSE se encaixou perfeitamente. É uma analogia à jogada do Poker, caracterizada pela sua força e impacto (uma analogia aos efeitos que uma música pode provocar). Sem contar que o nome faz uma alusão ao principal estilo que influenciou os fundadores da banda, o Hard Rock dos anos 80 e 90.

A Proposta – O som da FULL HOUSE busca um sentido mais intenso na música, algo que vá além do simples entretenimento. As letras têm que ter um significado, repassar ideias que venham a contribuir para a vida das pessoas, e não uma marcha repetitiva que simplesmente as façam sair rebolando ou cantando exaustivamente uma seqüência de frases sem significado. Os arranjos são feitos com alma e de uma forma que se case perfeitamente com letra. Busca atingir o íntimo das pessoas, e adicionar idéias que venham a contribuir positivamente para seu crescimento.


Projeto “FULL HOUSE – O grande lance” para 2012 – Ano oficial de lançamento da banda! Escolhemos trilhar por um caminho diferente do qual a maioria das bandas fazem. Normalmente uma banda se lança no mercado tocando somente covers, e depois de muito tempo, se a formação é sólida e o projeto resiste aos atropelos, a banda se propõe a criar algo próprio.

Pois bem, conosco foi diferente. Queremos espalhar nossas ideias, nosso som, algo que vem de dentro de nós. Iniciamos no mês de maio de 2011, o projeto do álbum “FULL HOUSE – O grande lance”, formado por 12 canções, sendo dez músicas autorais e duas regravações, a música Três da Madrugada do piauiense Torquato Neto e uma capela de Mercedez Benz da Janos Joplin.

Depois de quase um ano de muito trabalho, obstáculos, atropelos, ele está pronto. Foi gravado, masterizado e produzido com o mais alto padrão de qualidade. Estamos oficialmente entrando no mundo musical e queremos fazer disso algo marcante. Um inquestionável grande lance!

INTEGRANTES:

Emir Kal (vocais)
Fábio Benigno (teclados)
Fernando Muratori (guitarras)
Thiago Rocha (baixo)
Lucas Nanini (bateria)

Audição: http://soundcloud.com/thiago-rocha-de-almeida/quem-sabe-full-house

Facebook: https://www.facebook.com/bandafullhouse

4 comentários

Emir disse...

Estamos entrando oficilamente no mundo musical. Venham viver conosco este "Grande Lance"!

bruevida@yahoo.com.br disse...

Banda muito boa, original e completa. Um trabalho que vale a pena ser expandido.

Sucesso!!

Unknown disse...

A banda é boa, tem excelentes músicos. Sucesso!

helio thesky disse...

hm.. mas também precisa exagerar não kkkk

Postar um comentário