sexta-feira, 1 de julho de 2016

Exposição "Lélia Gonzalez - o feminismo negro no Palco da História" - Casa da Cultura - 18 a 25 de Julho



Como parte das comemorações pelo Dia Internacional da Mulher Negra, celebrado no dia 25 de julho, a Casa da Cultura recebe a exposição "Lélia Gonzalez - o feminismo negro no Palco da História", de autoria de Antônia Ceva, além da roda de conversa “Empoderamento e Resistência”. A exposição está aberta ao público, de 8h às 18h, e fica disponível para visitação até o dia 25, no Centro de Teresina.

Lélia Gonzalez foi historiadora, filósofa, geógrafa e professora acadêmica. Tornou-se pioneira do feminismo negro no Brasil e uma das primeiras mulheres a denunciar o racismo e o sexismo como uma estrutura de inferiorização das mulheres negras na sociedade. A exposição conta essa história de luta através de imagens, textos e frases de Lélia Gonzalez.

“A Casa da Cultura abre as portas para contar a história de Lélia Gonzales e dar espaço para debates, reflexões sobre a realidade da mulher negra na sociedade e questões de reafirmação do poder feminino”, comentou Josy Brito, diretora da Casa da Cultura.

A roda de conversa sobre empoderamento e resistência acontece na sexta-feira, às 15h. A roda faz parte da programação “Julho das Pretas”, uma agenda de intervenção do Movimento de Mulheres Negras do Nordeste, que terá atividades no Clube dos Diários e na UESPI – Campus Heróis do Jenipapo, em Campo Maior, durante o mês de julho.

Programação Casa da Cultura

18 a 25 de julho - “Lélia Gonzalez – o feminismo negro no Palco da História”

22 de julho – Roda de conversa : “ Empoderamento e Resistência” – 15h

Seja o primeiro a comentar.

Postar um comentário