segunda-feira, 1 de junho de 2015

Show de Humor "Meu Vizinho é de Lascar" - Theatro 4 de Setembro - 6 e 7 de Junho



Amauri Jucá está de volta com o Show de Humor:
"Meu Vizinho é de Lascar!"
Dias 6 e 7 de Junho de 2015 (Sábado e Domingo)
às 20 horas no Theatro 4 de Setembro.
Ingressos promocionais: http://www.osmosqueteiros.com.br/teresina/ofertas/1873
+ Informações: (86) 8814 5500 / 9928 9213.

MEU VIZINHO É DE LASCAR

A fofoqueira, o metido, o bêbado, o boa praça, o canalha, a caloteira, o pidão, o fobista. Quem não conhece tipos assim? As personagens presentes em toda vizinhança que se preze são as estrelas do espetáculo do humorista Amauri Jucá, que se chama Meu Vizinho é de Lascar.

Enquanto uns tentam preservar a privacidade, mesmo entre vizinhos fofoqueiros, o show não deixa de lado aqueles que precisam se mostrar. Escancarando a privacidade em ano eleitoral, os políticos locais, nas suas versões caricatas, também aparecem nessa vizinhança, através do reality show BIG BODE PIAUÍ – A Casa dos Políticos. Vale a pena dar um espiadinha na casa onde figuras conhecidas da política piauiense disputam para ver quem será o novo líder da opinião pública.

“Outra imitação que provoca expectativa e promete ser uma das grandes atrações do espetáculo é a da delegada Vilma”, garante Amauri Jucá. Ele explica que, nessa vizinhança, onde acontece de tudo - eles brigam, invejam uns aos outros, vibram juntos, se ajudam, são solidários - todos se odeiam e se amam, num eterno exercício de convivência. “O espetáculo é um inventário popular, que traz o cotidiano de uma vizinhança, onde o fio condutor é a fofoca, a invasão de privacidade, mas também retrata um outro aspecto, que é exatamente o oposto”, antecipa o humorista.

Diferente dos shows anteriores, que eram separados em blocos, Meu Vizinho é de Lascar se desenvolve dentro de um mesmo eixo, transformando-se em uma grande crônica, com teatralidade potencializada. “Neste show, todas as personagens e seu universo mostram sua cara, passando em revista situações nas quais a platéia se identifica”, diz Amauri.

O espetáculo tem direção de Arimatan Martins, iluminação de Assaí Campelo, produção de José Luís Andrade, cenário de Emanuel de Andrade, figurino de Marina Jucá e texto de Amauri Jucá, Airton Oliveira, João Carlos Sousa e Sebastião Andrade.

Seja o primeiro a comentar.

Postar um comentário