domingo, 6 de abril de 2014

Cine Doroteu - O Espião Que Veio do Frio

O ESPIÃO QUE VEIO DO FRIO * * * * *
[The Spy Who Came from the Cold, GB, 1965]
Suspense - 112 min

Ainda hoje é uma brilhante narrativa de espionagem, esse suspense dramático saído do famoso livro de John Le Carré. O cineasta Martin Ritt já vinha de outra pérola, “O Indomado”, com Paul Newman, quando dirigiu esse clássico com Richard Burton no papel de um ex-espião britânico em plena Guerra Fria. Amargurado, é recrutado pelos inimigos comunistas para servir como agente duplo.


O tom melancólico e o existencialismo dos personagens contrapõem a figura do espião playboy popularizada pelos filmes de James Bond. Curiosamente, um dos roteiristas, Paul Dehn, havia terminado de escrever “007 Contra Goldfinger”. Mas o material de Carré, pseudônimo de David John Moore Cornwell, é original o suficiente para manter suas próprias características.

A trama é complexa sem ser complicada e a direção de Ritt é elegante, ancorada na atmosfera de espiões cansados e desencantados com o estado das coisas. O monólogo de Burton dentro do carro, sobre quem são os verdadeiros espiões, dá vazão a toda essa ambivalência sórdida da Guerra Fria.

O que dizer mais de uma obra cujo desfecho moral acontece aos pés do muro que por um bom tempo dividiu o mundo em dois? Ontem e hoje, um filmaço.

Monteiro Júnior

Péssimo * Desastroso * ½ Fraco * * Assistível * * ½ Sólido * * * Acima da média * * * ½ Ótimo * * * * Quase lá * * * * ½ Excelente * * * * *


Seja o primeiro a comentar.

Postar um comentário